A atuação sobre o campo pictórico inicia primeiramente sobre papel, evoluindo para as telas de linho em formatos diminutos. Guimarães lida com a qualidade planar da tela a partir da inserção de manchas cromáticas sutis e pela breve sugestão de formas geométricas. Nota-se o surgimento esporádico de indícios de paisagens, sendo estas autônomas em relação a eixos de perspectiva, pontos de fuga ou geometria da incidência da luz. Alguns elementos têm sua presença aludida, num jogo de proposição. Como afirma o curador Douglas de Freitas, “Em meio a uma proliferação de suportes e técnicas, o desenho é uma constância na produção pictórica da artista, e aparece de maneiras distintas, como desenho sofisticado, garrancho, ou imagem esquemática, quase como desenhos rupestres ou infantis”.

O plano da tela é tomado por composições sutis, com poucas intervenções de pigmentos em tons leves. A brandura cromática se encontra com a nudez da tela crua, aparente. Este encontro é fruto de uma capacidade da artista em lida com a complexidade intrínseca ao ato de se ser simples.

A liberdade do fazer da artista se manifesta, depositando tinta apenas nas bordas e arredores deixando a tela nua como tema central, ou ainda no uso do voile e do papel de seda, que criam por sua vez uma espécie de pintura sem tinta, explorando as possibilidades de expansão dos limites de se pensar e de se fazer pintura. A transcendência do suporte, independente da intenção de criar uma paisagem imaginária ou abstrata, cria uma poética que traduz sentimentos, sensações, leveza, e o faz talvez como forma de suportar os conflitos inerentes à existência, como forma de ordenar o caos, uma ordem cuja medida é o próprio instinto.

ler mais >

 

Sem título, 2020

Óleo sobre linho

30 x 24 cm

Sem título, 2020

Óleo sobre linho

30 x 24 cm

Sem título, 2019

Óleo sobre linho

150 x 130 cm

Sem título, 2020

Óleo sobre linho

150 x 130 cm

Sem Título, 2019

Óleo sobre linho

30 x 24 cm

Sem Título, 2019

Óleo sobre linho

30 x 24 cm

Sem título, 2020

Óleo sobre linho

30 x 24 cm

Sem título, 2020

Óleo sobre linho

30 x 24 cm

Imagens

Biografia

 
1991
Nasceu em Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Vive e trabalha em São Paulo.
 
Exposições Individuais
2020
Minutos antes de acordar, SIM Galeria, Curitiba, Brasil
2018
Eyes e Yes, Galeria Superfície, São Paulo, Brasil
2016
reticências. Galeria Superfície, São Paulo, Brasil
 
Exposições Coletivas
2020
Tramas, SIM Galeria, Curitiba, Brasil
Obras recentes, Galeria Superfície, São Paulo, Brasil
2019
Entre a Terra e o Mar. Quadra, Rio de Janeiro, Brasil
Abraço Coletivo. Ateliê397, São Paulo, Brasil
2018
Habita-me. Palacete 1922, Ribeirão Preto, Brasil
Scapeland - Território de Trânsito Livre. Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil
2017
Almas não tem idade. Sítio Prisma d'Água, Alto Paraíso de Goiás, Brasil
2016
auroras: pequenas pinturas. Curadoria de Bruno Dunley e Ricardo Kugelmas. Auroras, São Paulo, Brasil
Oito Artistas. Curadoria de Bruno Dunley e Lucas Arruda. Galeria Mendes Wood DM, São Paulo, Brasil
2014
Aos cuidados de. Ateliê coletivo 2E1, São Paulo, Brasil
Programa de exposições MARP. Museu de Arte de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil
Vitamina da Pintura. Ateliê coletivo 2E1, São Paulo, Brasil
2013
Abertura. Ateliê 397, São Paulo, Brasil

São Paulo

rua sarandi 113A jardins
01414-010 são paulo sp

+55 11 3062-8980

segunda a sábado, 10h às 16h
aberto com hora marcada

Para agendar uma visita, clique aqui.



Curitiba

alameda dom pedro II 155 batel
80420-060 curitiba pr

+55 41 3232-2315

segunda a sexta, 10h às 16h
aberto com hora marcada

Para agendar uma visita, clique aqui.




Simões de Assis - Todos os direitos reservados 2020